Advertisement

23 de dezembro de 2014

Projeto Relix finaliza ações com entrega das Ciclolix

Papelão, plástico, alumínio, pet, cobre. Todos esses materiais são fontes de renda para os cerca de 20 mil catadores de material reciclável que atuam em Pernambuco. E, pensando na conscientização e bem estar desses profissionais, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade desenvolveu, em parceria com o SESI, o Projeto Relix, que chega agora à sua última etapa, com a doação de 100 Ciclolix, bicicletas coletoras com capacidade de transportar até meia tonelada de material reciclável. Iniciado em setembro deste ano, o Projeto Relix atendeu 25 associações e cooperativas de catadores de material reciclável de 19 municípios de Pernambuco. As bicicletas foram desenvolvidas para atender o cotidiano de trabalho dos catadores, oferecendo um maior conforto e segurança a esses profissionais que atuam nas ruas coletando materiais recicláveis. As 100 unidades são equipadas com amassador de latinha e garrafa pet, além de possuir divisórias para papel, vidro, plástico e metal. No total, 25 cooperativas e associações serão contempladas com as Ciclolix, em todo o Estado. O presidente da Associação de Catadores de Material Reciclável (Acamares), de Sirinhaém, Luciano Gomes, é catador há 35 anos e destaca a importância do Projeto Relix no processo de reconhecimento do catador pela sociedade. "Hoje ainda há muita discriminação com o catador, mas atualmente nós conseguimos trabalhar nas ruas com um respeito maior. Nós podemos dizer que não somos mais invisíveis perante a sociedade".

RECONHECIMENTO - Este foi o primeiro ano em que se comemorou o Dia Estadual dos Catadores de Lixo Reciclável, no último sábado (20/12). A data foi criada através da Lei 15.231, de 25 de fevereiro de 2014, com o intuito de estimular a conscientização sobre o lixo reciclável e a importância desse trabalho para a sociedade.
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário