9 de janeiro de 2015

postheadericon Contas de luz podem ter reajuste extra em 2015, diz ministro

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse nesta quinta-feira (8) que o governo poderá autorizar a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a promover um reajuste extra nas contas de luz em 2015. A medida, se vier a ser adotada, servirá para socorrer as distribuidoras de energia, que devem precisar de recursos para conseguir cobrir as despesas com compra de energia, mais cara devido à queda nos reservatórios das hidrelétricas e uso mais intenso das termelétricas. “Essa é uma alternativa [revisão extraordinária]. Isso não está descartado, mas ainda não está decidido”, disse Braga a jornalistas, após uma reunião com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília. Além dos reajustes que ocorrem uma vez por ano para cada distribuidora do país e das revisões periódicas, a Aneel também pode realizar as chamadas Revisões Tarifárias Extraordinárias a qualquer momento, “quando algum evento provocar significativo desequilíbrio econômico-financeiro” das distribuidoras.
Tal medida, portanto, tem o objetivo de permitir que as distribuidoras tenham recursos suficientes para continuar prestando serviço e fazendo investimentos em sua rede.

No cenário atual, esse dinheiro seria usado pelas distribuidoras para cobrir custos extras com compra de energia, que está mais cara devido à queda no nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do país, resultado da falta de chuvas desde o final de 2012.

Para poupar água dessas represas, o Brasil tem usado mais energia produzida pelas termelétricas, usinas que geram por meio da queima de combustíveis como óleo, gás e biomassa. Essa eletricidade, porém, é mais cara que a produzida pelas hidrelétricas e acaba encarecendo as contas de luz.

Último empréstimo
Para ajudar as distribuidoras a pagar esse custo extra ao longo de 2014, o governo autorizou empréstimos bancários, que até agora somam R$ 17,8 bilhões. Esses empréstimos serão repassados às contas de luz entre 2015 e 2017.

Os R$ 17,8 bilhões, porém, só foram suficientes para as despesas até outubro. Para quitar as faturas de novembro e dezembro, que vencem, respectivamente, em janeiro e fevereiro, o governo deve autorizar um novo empréstimo, o terceiro, de cerca de R$ 2,5 bilhões, informou o ministro.

De acordo com Braga, esse novo empréstimo, se ocorrer, será o último a socorrer as distribuidoras. Os recursos devem vir dos bancos públicos Caixa, Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes).

“Esse é o último empréstimo [para cobrir os gastos extras de novembro e dezembro]." O ministro também disse que a presidente autorizou a postergação do pagamento da conta de novembro, que vence na terça-feira (13), para o final de janeiro.

Solução estruturante
Para evitar que essas operações financeiras se repitam ao longo de 2015, informou Braga, o governo busca uma nova solução para financiar o setor elétrico.

"Estamos buscando uma solução estruturante [para o setor elétrico em 2015] e nós estamos nesse momento criando os cenários para termos entendimento entre o Ministério de Minas e Energia, a Aneel e o Ministério da Fazenda”, disse Braga.

"Temos que solucionar a questão [dos gastos extras das distribuidoras] em novembro e dezembro de acordo com o decreto que está em vigor, e a regra será mantida. Mas ao fazermos isso é preciso estabelecer uma solução estruturante que possa apontar, para o ano de 2015, sem que haja uma solução como a que aconteceu [os empréstimos de 2014]", declarou.

Segundo ele, essa “solução estruturante” passaria por uma “reestruturação da tarifa [de energia] e uma reestruturação da CDE”, o fundo por meio do qual o governo financia ações no setor, desde o pagamento de indenizações a elétricas até o subsídio a programas como o Luz para Todos.

“Estamos fazendo, portanto, uma releitura de vários fatores que estão dentro da energia e que têm impacto macroeconômico”, disse Braga.

Do G1

0 comentários:

Berg Etiquetas

Berg Etiquetas

NG Tecidos

NG Tecidos

PMDB

PMDB

GPS - Administradora

GPS - Administradora

Cheiro e Chame Acessórios

Cheiro e Chame Acessórios

Ricardo

Ricardo


DISQUE 3719 4545

DISQUE 3719 4545
Para qualquer Informação

C & E F: 9319 6440

C & E F: 9319 6440
Fone 9716:8881

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Promoção Grátis

Insira seu Email Gratuitamente

Receba Nossas Novidades Via Email

Colaborador

Colaborador

Romero Leal

Romero Leal

Ligue 3741 1602

Ligue 3741 1602

Vereadora Rossana

Vereadora Rossana

Radio Toritama FM 104.9

Colaborador

Colaborador

Postagens populares

Seguidores

Atualizados