Advertisement

24 de fevereiro de 2015

Adutora do Agreste deve funcionar em breve, anuncia Compesa

Com o agravamento da seca em Pernambuco, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, anunciou que a Companhia deverá antecipar o início das operações da Adutora do Agreste. A medida já foi apresentada para o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. De acordo com a Compesa, a alternativa técnica será antecipar a atualização do Eixo Leste da Transposição, o que envolve a construção de uma adutora de 84 quilômetros de extensão, de 1.200 metros de diâmetro, que transportaria água do Eixo Leste até Arcoverde, alimentando o primeiro trecho da Adutora do Agreste. A estimativa é que a obra seja executada no prazo de dez meses, após a assinatura do contrato – dependendo apenas de aprovação do Ministério da Integração. “O empreendimento é um investimento de R$ 300 milhões e irá propiciar uma vazão de 2 mil litros de água por segundo. Essa ação será a redenção dessas cidades, que estão sofrendo com a falta de água, fruto da pior seca registrada nos últimos 50 anos”, esclarece Tavares.A estimativa é que a Adutora do Agreste receba água do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco e beneficie 17 municípios inclusos na primeira etapa da obra, em execução pela Compesa. O projeto consiste na construção de uma captação de água na Barragem do Moxotó, situada na localidade Rio da Barra, no ponto onde o Eixo Leste da transposição cruza a BR-232, no município de Sertânia. Esse reservatório está em construção pelo governo federal e deverá receber água ainda este ano por meio do canal da transposição.


Do Igor Maciel 
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário