Advertisement

18 de junho de 2015

A FEIRA DO JEANS, SAI OU PERMANECE NAS RUAS?

Ontem houve nas dependências do Fórum de Toritama, uma reunião muito importante para que se chegue a um consenso entre as partes interessadas sobre este tema. Estiveram presentes na promotoria de justiça várias autoridades do nosso Município, dentre elas o Prefeito Odon Ferreira, o Secretário de Governo Douglas Costa, O secretário de Indústria e Comércio, Marcelo Dodó, o procurador do Município, Dr. Cloves Bezerra, Dra. Dulcinéia Advogada dos feirantes, os vereadores Birino do São João e Fábio Araujo, os empresários Camilo Brito e José Ednílson, representantes dos sulanqueiros e a assessoria de comunicação da prefeitura. A promotora Dra. Danielle Ribeiro, começou a reunião passando a palavra ao Empresário Camilo Brito, diretor da Empal (Engenharia e Pavimentação) o mesmo foi bastante claro nas suas explicações. Se comprometendo a apresentar para a sociedade e para as autoridades um projeto para abrigar de imediato até 3500 feirantes. Oferecendo uma estrutura confortável e segura sem qualquer custo por parte dos vendedores. Falou que o que interessa pra ele é apenas o aluguel de R$35.00 por semana, podendo o comerciante vender todos os dias, se assim desejar, pagando o mesmo valor que desembolsa em apenas uma feira sem qualquer conforto ou segurança. O usuário do espaço receberá banco de ferro, três baterias de banheiros, energia, wi-fi, segurança priivada e fica no direito de vender o ponto para quem quiser, a EMPAL não terá qualquer participação no negócio. Ainda se comprometeu a calçar e iluminar por sua conta uma "Área verde" do Loteamento dos Fuló que fica anexa a terceira etapa, para criar mais um estacionamento forçando os compradores a descerem diretamente no local da feira. Ele também falou da sua surpresa com o prefeito, pois o mesmo não esperava que o prefeito aceitasse a sua proposta pelo fato de Camilo ser parceiro comercial do Ex- prefeito Flávio Lima. Brito Lembrou que a prefeitura não perderá receita, que a mesma taxa cobrada pelo uso do solo será repassada a Prefeitura de Toritama. Dra Dulcinéia foi radicalmente contra, mas não soube informar porque era contra, disse que é um direito dos sulanqueiros aceitarem ou não. O Comerciante "Romaicon" disse que todos irão quebrar se forem pra lá, mas também não soube explicar a promotoria porque isto aconteceria, inclusive foi citado o exemplo de Santa Cruz que só melhorou depois que a feira passou para um espaço planejado e moderno. Os vereadores apenas ouviram e anotaram cada ponto,Birino disse que precisa de mais reuniões e de um ajustamento de conduta (TAC) com o qual a Promotora concordou plenamente. Camilo Brito pediu 10 dias para apresentar o projeto e a seguir a promotoria marcará novos encontros. 
(Assessoria de comunicação da prefeitura)
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário