Advertisement

2 de julho de 2015

Delegacia de Toritama funciona em situação precária aponto de desabar em cima da Sala do Bel.





As delegacias de Polícia Civil do Estado estão operando em situações precárias, obrigando delegados e servidores a "descumprir decisões judiciais para exercerem a atividade policial" ha de salientar que as vezes a delegacia esta sem atendente por que  o permanente sai para resolver serviços burocráticos  . Um dos casos mais notáveis ocorre na Delegacia de Toritama, no agreste do Estado, que está sucateada, expondo servidores e usuários a riscos.  Segundo esta denuncia, os policiais do departamento tem que lidar com mofo no almoxarifado e infiltrações e salas com muitas rachaduras inclusive em cima da sala do Delegado e corri o risco de desabar com as motos que estão acima de sua "cabeça", móveis velhos, alojamento completamente acabado, eletrodomésticos em péssimas condições. Também são apontadas  as criticas a falta de recursos físicos para as investigações e sobrecarga de trabalho dos agentes. Vimos que existem apenas um investigador, um escrivão e um delegado para atender a demanda dos mais de 90 mil pessoas do município entre população local e "flutuante dados da Secretaria de Municipal Saúde baseado nos atediamento  diário no Hospital local".  O SINPOL reivindica, junto ao Governo do Estado, melhorias nas condições de trabalho, alegando que a falta de estrutura tem comprometido na qualidade do serviço prestado à população local.

Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário