Advertisement

1 de agosto de 2015

SINPOL REÚNE COM POLICIAIS CIVIS NA DELEGACIA DE TORITAMA

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL), Áureo Cisneiro, se reuniu com policiais civis que estão lotados na delegacia Toritama Na oportunidade foram discutidos alguns pontos da Operação Polícia Cidadã, manifestação que tem o objetivo de pressionar o Governo do Estado por melhores nas condições de trabalhos e ajuste salarial. Áureo viu de perto a situação que se encontra a estrutura física da 17ª DESEC e demais delegacias da região, principalmente a Subdelegacia de São Domingos distrito de Brejo da Madre de Deus aonde a 21ª DPH funciona em uma sala bastante apertada e sem estrutura. Em entrevista concedida a imprensa da Capital da Moda, o Presidente do SINPOL informou que o Sindicato estima que mais de 50 delegacias em todo estado estejam de portas fechadas com a entrega dos PJES (Programa de Jornada Extra de Serviços), entre elas estão a do Brejo da Madre de Deus, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Frei Miguelinho, Toritama,Vertentes e Santa Maria do Cambucá. “As delegacias do Agreste estão fechando, aqui em Toritama está funcionando com apenas um homem na permanência. Isso é um absurdo o que estão fazendo com a Polícia Civil em nosso Estado, é o sucateamento da Polícia”, desabafou.
 Áureo ainda criticou os deputados que dão sustentabilidade ao governo de Paulo Câmara (PSB), que segundo ele, estão sendo omissos com a causa dos policiais civis de Pernambuco.
 “Nós vamos agenda com a oposição, já que a situação não toma providência. Nós vamos trazer os deputados da oposição para fazer o levantamento e denunciar isso, não tem como mais tolerar a população pagando seus impostos para ter segurança e acontecer um retrocesso desse tamanho”.
 Cisneiro considerou que o Sistema de Segurança no Estado está falido e apresentou números de assaltos a bancos, roubos e homicídios assustadores.
 Caso o problema não seja resolvido, o presidente Áureo não descartou a possibilidade de a categoria chegar ao extremo e decretar grave.


DO agrestenoticia.com


Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário