Advertisement

11 de setembro de 2015

ASPOL/PE denuncia: bandidos ousados furam pneus de viatura e tentam invadir Delegacia de Sertânia

Em abril deste ano, a Associação dos Policiais Civis de Pernambuco (ASPOL/PE) divulgou denúncia que apontava as péssimas condições de trabalho a que os servidores da Delegacia de Sertânia são submetidos. Eles laboram em um ambiente insalubre, com paredes sujas e a constante presença de escorpiões, o que compromete a saúde desses servidores, bem como a dos cidadãos.
Para piorar a situação, a Delegacia de Sertânia vem sofrendo ataques de bandidos. No início de setembro, houve tentativa de invasão da delegacia, com o arrombamento da porta dos fundos, que funciona na Rua João Chaves, no centro da cidade. Os bandidos quebraram a tranca da porta, mas não conseguiram entrar na unidade. Além disso, roubaram uma bomba d’água que estava no pátio e furaram os pneus de uma viatura que estava estacionada na frente da delegacia.
Orientação aos Policiais Civis
A ASPOL/PE orienta os servidores a informar sobre a precariedade na segurança das unidades nas passagens de serviço, inclusive que a escala conta com apenas um servidor por delegacia, o que está longe de ser suficiente. Com isso, se eximirá de qualquer responsabilidade funcional.
Diante dessa situação, Diego Soares, presidente da ASPOL/PE, pontuou que os policiais civis estão sem meios para combater a crescente criminalidade em PE. “Falta absolutamente tudo: combustível para viaturas, estrutura física adequada, coletes, algemas, armamento em boas condições de uso e efetivo. E para piorar, a remuneração paga aos policiais é totalmente defasada. Enfim, quem trabalha com improviso é ATOR e não POLICIAL. Sobre o caso isolado da delegacia de Sertânia, primeiro devemos garantir a integridade física dos nossos servidores, para depois pensarmos na do bandido. Por isso, a orientação da ASPOL/PE é que a classe utilize a força necessária, inclusive com arma de fogo, para reprimir qualquer tentativa de intimidar o local de trabalho dos policiais”.
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário