Advertisement

18 de setembro de 2015

Feiras de fim de ano são discutidas por órgãos

As feiras mais movimentadas do ano normalmente acontecem entre os meses de setembro e dezembro em Caruaru. A sulanca, nestes períodos, atrai milhares de compradores e vendedores. Em uma única feira, por exemplo, a movimentação financeira chega a R$ 50 milhões. E dinheiro, muita gente aglomerada em um espaço e o fluxo do trânsito mais intenso demandam dos órgãos ligados ao bom funcionamento da feira cada vez mais atenção e cuidados especiais. Mas para que tudo funcione bem, planejamento é a palavra-chave e o trabalho foi iniciado hoje, 17, com a realização de um encontro no 4º Batalhão de Polícia Militar.

Neste encontro, diversas ações foram discutidas e já serão postas em prática a partir de desta quinta, 17, e valerão para a próxima feira, que será realizada na segunda, 20, a partir das 6h. São algumas definições: proibição do estacionamento em um dos sentidos da rua Rui Limeira Rosal e na via que dá acesso ao mercado de carne até o estacionamento da viúva; os ambulantes serão impedidos de montar pontos fixos nesses mesmos locais e serão orientados a comercializarem na Feira da Fundac; o comércio em canteiros centrais também será proibido.

“Precisamos falar e trabalhar para o feirante. Já tivemos bons resultados no ano passado e o intuito é avançar ainda mais. Essas ações, somadas a outras, visam o bom funcionamento da feira, a satisfação e sensação de segurança dos compradores e comerciantes, possibilitando assim que nossa economia seja ainda mais fortalecida”, pontuou o diretor de Feiras e Mercados, Felipe Augusto Ramos.

Do Vanguarda 
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário