Advertisement

3 de setembro de 2015

QUADRILHA ESPECIALIZADA EM ASSALTOS CONTRA SULANQUEIROS É CAPTURADA EM MEGA OPERAÇÃO



Cerca de 250 profissionais das Polícias Rodoviária Federal, Militar, Civil e GECOC (Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas) do Ministério Público de Alagoas, deflagraram uma operação conjunta para cumprir mandatos de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Garanhuns, Lajedo, Agrestina, Jurema, Panelas e Caruaru em Pernambuco, além de Maceió e União dos Palmares em Alagoas.
 O foco da operação que contou com o apoio da Secretária de Defesa Social e de Ressocialização de Pernambuco, além da 17ª Vara Criminal de Alagoas, foi uma quadrilha especializada em assaltos principalmente contra clientes que fazem compra de roupas nas cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru.

 Pelo menos 18 pessoas foram capturadas durante as ações que aconteceram simultaneamente nos municípios citados. Todos os envolvidos são acusados de integrar a organização criminosa, considerada pela Polícia, uma das mais perigosas dos dois estados (AL/PE).
Acreditasse que em quatro meses o bando tenha faturado mais de R$ 1 milhão em mercadorias roubadas. Entre os imputados estão: Edson de Melo, de 27 anos de idade; Gil Manoel Inácio de Aguiar Santos, de 65 anos, que guardava as armas e munições da quadrilha; José Dilson Gomes de Lima, de 38 anos, suspeito da participação no homicídio que vitimou um policial do estado de Alagoas; José Deodoro da Silva, vulgo “Claudinho” ou “Cego”; Antônio Muniz Alves; Adelson Rodrigues da Silva. Além de Rodrigo, Suêlio, Man, Chok Bizonho, Geldo Gordo, Tocha e Tico. Entre os presos também está um Policial Militar de Garanhuns que não teve o nome divulgado.

Na ocasião foram apreendidas rodas, placas e carros roubados, armas de fogo, munições, drogas e vários relógios e aparelhos celulares subtraídos durante as ações criminosas.

O vídeo abaixo mostra um dos elementos falando sobre os assaltos e o rendimento para cada um dos integrantes após as ações criminosas.


As informações são do Agreste Notícias
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário