Advertisement

3 de outubro de 2015

Bancários deflagram greve por tempo indeterminado na próxima terça

 
Os bancários de Pernambuco pretendem cruzar os braços por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira (6). A categoria rejeitou a proposta de 5,5% e do abono salarial de R$ 2,5 mil ofertada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em assembleia nesta quinta (1º). Na tarde da próxima segunda-feira (5), a categoria deve voltar a se reunir para ajustar os detalhes de como vai ocorrer a paralisação dos dias seguintes. “Se a Febraban cobrir a proposta, iremos entrar novamente em discussão”, acredita a presidente do sindicato, Suzineide Rodrigues. Entre as principais reivindicações estão o reajuste salarial de 16%, valorização do piso salarial, combate às metas abusivas e ao assédio moral, melhores condições de trabalho, fim da terceirização e proteção ao emprego, vales-alimentação e refeição maiores.

De acordo com Suzineide, todas as agências devem ser fechadas, no entanto, ela garante que os caixas eletrônicos e o atendimento aos idosos devem funcionar normalmente, apesar da paralisação.

Atualmente, o piso salarial dos bancários é de R$ 1.796,45 para os funcionários dos bancos privados, enquanto que o das agências públicas, o valor pode passar dos R$ 2 mil. Ao todo, mais de dez mil bancários devem aderir à greve em todo Estado. A última paralisação ocorreu no ano passado, quando as agências passaram dez dias sem funcionar.

Confira a lista de outros Estados que decidiram aderir à greve:

Acre (AC)
Alagoas (AL)
Amapá (AP)
Bahia (BA)
Ceará (CE)
Maranhão (MA)
Mato Grosso (MT)
Pará (PA)
Pernambuco (PE)
Piauí (PI)
Rio Grande do Norte (RN)
Rondônia (RO)
Roraima (RO)


Do NE10
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário