2 de outubro de 2015

postheadericon Jucazinho: Rodízio de água é ampliado em 12 cidades do Agreste

A partir de hoje, 12 cidades do Agreste de Pernambuco que são atendidas pelo Sistema Jucazinho terão o rodízio ampliado em função da pior seca dos últimos 50 anos. Redefinir o calendário de distribuição foi a solução encontrada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) para evitar o colapso total da barragem, localizada em Surubim, que está acumulando apenas 2,7% de sua capacidade total, que é de 327 milhões de metros cúbicos.
As localidades de cada cidade já vinham sendo abastecidas durante dois a seis dias até que um novo ciclo fosse iniciado. O que vai mudar, para a maioria delas, é o tempo de espera para a próxima rodada, que será ampliado. Agora, os dias sem água passarão de cinco para até 28 dias. “Infelizmente, tivemos que intensificar o rodízio para aumentar o tempo útil de retirada dessa barragem. Vamos cuidar do resto que sobra e lutar para sensibilizar o Governo Federal de que precisamos acelerar as obras da Adutora do Agreste”, afirmou o Diretor Regional do Interior da Compesa, Leonardo Selva.


Ficarão dois dias com água e 28 sem água as seguintes cidades: Salgadinho, Surubim, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Vertentes, Toritama, Passira, Cumaru, Riacho das Almas e Santa Cruz do Capibaribe. Apenas em Casinhas haverá rodízio de cinco dias com água e 25 sem água.


O esquema começará a valer já a partir de hoje. Receberão água: Toritama, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá e Vertente do Lério. O ciclo de abastecimento nessas cidades será encerrado no dia 8 de outubro e só será reiniciado no dia 31. As próximas cidades a receber água serão Surubim, Salgadinho e Casinhas, a partir do dia 8, e Santa Cruz do Capibaribe, Passira, Cumaru e Riacho das Almas a partir do dia 16. O rodízio atingirá aproximadamente 290 mil habitantes das 12 cidades.


Um dos principais mananciais do Agreste, Jucazinho é uma das barragens que está em situação crítica devido à estiagem, a pior dos últimos 50 anos. Para se ter uma ideia, sua vazão de regularização, que é aquilo que se pode retirar da barragem sem secá-la, é de 1,8 mil litros por segundo. Com a escassez de chuvas, essa vazão caiu para 200 litros por segundo.

0 comentários:

VER MAVA

VER MAVA

Berg Etiquetas

Berg Etiquetas

NG Tecidos

NG Tecidos

GPS - Administradora

GPS - Administradora

Cheiro e Chame Acessórios

Cheiro e Chame Acessórios

Ricardo

Ricardo


DISQUE 3719 4545

DISQUE 3719 4545
Para qualquer Informação

C & E F: 9319 6440

C & E F: 9319 6440
Fone 9716:8881

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Promoção Grátis

Insira seu Email Gratuitamente

Receba Nossas Novidades Via Email

Colaborador

Colaborador

Romero Leal

Romero Leal

Ligue 3741 1602

Ligue 3741 1602

Vereadora Rossana

Vereadora Rossana

Radio Toritama FM 104.9

Colaborador

Colaborador

Postagens populares

Seguidores

Atualizados