Advertisement

19 de outubro de 2015

Povo não quer militares de volta ? Quer os valores que atribui a eles...

Na opinião do general Eduardo Villas Bôas, o que as pessoas querem são valores atribuídos aos militares, como ética, honestidade e compromisso com a Nação.“O povo não quer os militares de volta. Vivemos um regime democrático, no qual as instituições funcionam normalmente. O que povo quer, na realidade, são os valores que ele atribui aos militares: ética, honestidade, honradez, compromisso com a Nação”. As colocações foram feitas ontem, na sede do Comando Militar do Nordeste, pelo general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército Brasileiro, cujo efetivo hoje soma 217 mil homens e cujo cargo corresponde ao de antigo Ministro da Guerra e, depois, ao de Ministro do Exército. Em visita protocolar, segundo ele, “para acompanhar alguns projetos que são desenvolvidos na área de atuação do Comando Militar do Nordeste, entre os quais a Operação Carro-Pipa”, o general Villas Bôas mostrou-se preocupado com a grave crise política e econômica que paralisa e Nação, e cujos efeitos são sentidos também na área militar. Seguem algumas colocações feitas pelo Comandante do Exército, gaúcho da cidade de Cruz Alta, mas descende de tradicional família sergipana.

CORTES

“O Exército Brasileiro desenvolve sete projetos estratégicos, quase todos de médio prazo, e que na revisão orçamentária sofreram este ano cortes da ordem de 40% dos investimentos previstos. Todos esses projetos são relevantes, mas um deles tem característica especial: é o Sisfron, ou Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira”, ressaltou o general Villas Bôas, destacando a vulnerabilidade que o Brasil enfrenta, quando faz fronteira com três países produtores de coca e um plantador de maconha, e vê crescer, a cada dia, o consumo de cocaína em sua população.

Além disso, tem imensas áreas não integradas e não povoadas, comparáveis, em extensão, apenas à China e à União Soviética. Mostra-se contrário à descriminalização das drogas, em
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário