Advertisement

20 de fevereiro de 2016

Edilson lamenta demora para organizar o Festival do Jeans de Toritama

Criticar o formato da realização dos últimos Festivais do Jeans de Toritama e a consequente queda das vendas do jeans em Toritama foram alguns dos temas destacados por Edilson Tavares durante entrevista concedida nesta sexta-feira, 19, na Rádio Comunitária Líder FM de Toritama, durante o programa Tribuna do Povo, cujos apresentadores foram Alberto e Wendell Galdino. Edilson Tavares relembrou dos primeiros Festivais do Jeans e dos anos quando a cidade de Toritama se mobilizava para receber milhares de compradores para realizar desfiles, inclusive pelas ruas da Capital do Jeans.
“Na época em que eu estive na presidência da ACIT, nós tivemos os dois melhores festivais do jeans da história, nós fizemos um trabalho muito forte na questão da imagem do município e da nossa confecção. A cidade de Toritama entrou definitivamente para o calendário nacional da moda. Foram os anos em que tivemos o maior desenvolvimento comercial e fizemos uma festival de arromba. Entretanto, tivemos o cuidado de não tornar o festival apenas uma festa, porque o festival também tem que ser um evento de negócios. Na época trouxemos a produção do Fashion Rio e do São Paulo Fashion Week, o Festival do Jeans de hoje carece dessa profissionalização”, disse Edilson.

Na entrevista, o pré-candidato a prefeito de Toritama, disse que diferentemente dos primeiros Festivais do Jeans de Toritama, os quais acontecem desde 2001, a organização dos atuais festejos começa a acontecer faltando apenas dois meses para o início do evento.

“Não é possível que somente agora faltando dois meses para o evento se comece a planejar o Festival do Jeans. Não é assim que funciona. Na época que eu organizei através da presidência da ACIT nós fomos com um ano de antecedência solicitar patrocínios. Chegar agora com um projeto, se é que há um para este ano, atrás das empresas para fazer as solicitações de aportes financeiros é algo extremamente amador e a cidade de Toritama tem sofrido muito porque até hoje nós temos tido gestões amadoras que não sabem fazer a gestão do município e todos nós pagamos o preço”, cobrou Edilson Tavares.

Edilson Tavares disse que na época dos primeiros Festivais do Jeans, a cidade de Toritama ganhou protagonismo e gerou ciúmes entre as cidades vizinhas, mas lamentou a situação atual.

“Hoje estamos a reboque diante de Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe que se estruturaram ao longo dos anos e organizaram suas feiras. A feira está ruim aqui porque nós estamos permitindo que estes gestores destruam o nosso patrimônio”, concluiu Edilson Tavares.

Da assessoria de Edilson Tavares
Por Éder Mateus

Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário