18 de março de 2016

postheadericon PF fecha um dos maiores pontos de rinhas de galos em Pernambuco

A Delegacia do Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal (PF), com apoio do Ibama fechou um dos maiores pontos de rinhas de galos em Pernambuco. Mais de 130 pessoas foram detidas, entre elas um oficial da Polícia Militar de Pernambuco, proprietário do imóvel e criador de diversas aves. A operação, realizada nesta quinta-feira, em Gravatá, Agreste do estado, conseguiu apreendido cerca de 170 animais.

A prática ilegal acontecia no Loteamento Santana, para onde seguiu a equipe formada por 25 policiais federais de Recife e Caruaru, além de cinco fiscais do Ibama, baseados em informações levantadas durante investigação, de que em u galpão de díficil acesso, os animais eram colocados para brigar em competições e apostas em dinheiro. Os prêmios auferidos nos campeonatos de rinhas de galo promovido pelo Clube Pena Forte variavam de R$ 1.500,00 a 20 mil para o galo campeão e de R$ 500,00 para R$ 10 mil para o tratador do animal.

Em outros pavimentos do estabelecimento foram encontrados 160 galos de propriedade do policial militar que, além de treiná-los para as rinhas, também utilizava o local como arena para que as brigas fossem realizadas. O espaço “Pena Forte” contava com ar condicionado, cadeiras para os espectadores, sistema de som, aparelho de televisão e venda de lanches, acessórios para os galos e participantes.

Todas as 130 pessoas foram revistadas, não sendo encontrado nenhum objeto que motivasse prisões em flagrante. No entanto, dois policiais militares estavam no local armados, sendo um cabo e um soldado que faziam a segurança do espaço. Por não estarem com animais e não terem participado dos eventos, tiveram os dados registrados para encaminhamento à Polícia Militar para que a corregedoria possa averiguar possíveis irregulares disciplinares. 

Após serem identificados, 120 pessoas foram liberadas e 10, que que estavam com animais, receberam multas no valor de R$ 3 mil por animal. O oficial, que tinha cerca de 160 animais, recebeu uma multa no valor de R$ 500 reais por animais. Caso as multas não sejam pagas, essas pessoas terão os nomes negativados no SPC e Serasa, os impossibilitado de fazer várias transações comerciais e financeiras. 

O oficial e os 10 suspeitos foram levados até a Delegacia de Polícia Federal em Caruaru, onde foram autuados em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres ou domésticos. A pena é de três meses a um ano de prisão e multa. 

0 comentários:

VER MAVA

VER MAVA

Berg Etiquetas

Berg Etiquetas

NG Tecidos

NG Tecidos

PMDB

PMDB

GPS - Administradora

GPS - Administradora

Cheiro e Chame Acessórios

Cheiro e Chame Acessórios

Ricardo

Ricardo


DISQUE 3719 4545

DISQUE 3719 4545
Para qualquer Informação

C & E F: 9319 6440

C & E F: 9319 6440
Fone 9716:8881

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Promoção Grátis

Insira seu Email Gratuitamente

Receba Nossas Novidades Via Email

Colaborador

Colaborador

Romero Leal

Romero Leal

Ligue 3741 1602

Ligue 3741 1602

Vereadora Rossana

Vereadora Rossana

Radio Toritama FM 104.9

Colaborador

Colaborador

Postagens populares

Seguidores

Atualizados