12 de maio de 2016

postheadericon FILIPE LUCENA: A UNIÃO FOI ENTRE A SAÚDE E A DOENÇA!

Nos tempos nebulosos de política na Capital do Jeans, muito se têm perguntado sobre o real resultado entre a união Lucinha/Odon. As eleições se aproximam e junto com elas as especulações sobre a paternidade (ou maternidade) das obras, sobre quem fez, quem não fez, quem tinha a caneta ou quem tinha a autonomia. Falei nessa coluna outro dia que Odon demonstrou não ser um político habilidoso por dois erros estratégicos: 1° Aceitar uma candidata à Prefeita em sua chapa (dois corpos não cabem numa só cadeira) e 2° dar autonomia exclusiva as ações da Vice sob a ótica de uma administração parceira e unida. Ora, o histórico de ambos já nos dava uma visão de como seria essa empreitada. 
Hoje, rompidos, tentam individualizar e dividir as obras como se fosse um governo e um subgoverno gerido por dois gestores. O grupo da Vice teima em dizer que Agora é Ela porque “mostrou” competência, mas quando indagado sobre os erros da administração, culpam o gestor que detinha o poder da caneta e não aceitava a estrela da Vice brilhar. Acho até injusto se omitirem dos erros de uma gestão que ajudaram a construir. Parece intriga de casal quando se separam após uma traição. 
 A seguir apontamos alguns pontos fáticos comprobatórios que mostram que os resultados da atual gestão são culpa dos dois:
A Vice-Prefeita, antes da eleição, já sabia da principal característica de Odon, a ausência de diálogo, o que nos levar acreditar que essa união foi apenas para tirar outro grupo do poder;
Como disse é indiscutível a autonomia dada por Odon à Sra. Lucinha em seu governo, onde a mesma participou de decisões importantes no início, nas questões orçamentárias, nas indicações de cargos de direção, nas contratações em geral;
As Secretarias de Saúde, Ação Social, Diretoria de Turismo de outras ficaram sob o comando do grupo da Vice;
A reforma do Hospital foi feita exclusivamente pelo seu grupo, e até hoje o gestor não obteve conhecimento dos gastos daquela obra, isso mostra o poder da autonomia;
A derrubada da Maternidade foi feita quando a Vice-Prefeita administrava a saúde;
Foram 02 anos de participação da gestão fracassada, e hoje cospem no prato que comeram;
Não podemos eximir a responsabilidade do grupo da Vice-Prefeita após o rompimento, pois eles detêm a maioria dos Vereadores que compõem a Oposição na Câmara Municipal, inclusive a Presidência da Casa, o que também nos levar pensar que todos são responsáveis pelos desmandos e pelas irregularidades dessa gestão.
Como disse, o cargo de Vice seve apenas para auxiliar a gestão na ausência do Prefeito, porém, na campanha de 2012 Odon e Lucinha, juntos e misturados como um casal, foram em todos os bairros, em todas as casas, venderam todos os sonhos possíveis de uma cidade melhor para cada toritamense, hoje é praticamente impossível dissociar um do outro, pois se comprometeram com o povo entre a saúde e a doença, entre a alegria e a tristeza até que o povo os separe.
FILIPE LUCENA
Acadêmico de Direito e Comentarista Político

0 comentários:

VER MAVA

VER MAVA

Berg Etiquetas

Berg Etiquetas

NG Tecidos

NG Tecidos

GPS - Administradora

GPS - Administradora

Cheiro e Chame Acessórios

Cheiro e Chame Acessórios

Ricardo

Ricardo


DISQUE 3719 4545

DISQUE 3719 4545
Para qualquer Informação

C & E F: 9319 6440

C & E F: 9319 6440
Fone 9716:8881

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Promoção Grátis

Insira seu Email Gratuitamente

Receba Nossas Novidades Via Email

Colaborador

Colaborador

Romero Leal

Romero Leal

Ligue 3741 1602

Ligue 3741 1602

Vereadora Rossana

Vereadora Rossana

Radio Toritama FM 104.9

Colaborador

Colaborador

Postagens populares

Seguidores

Atualizados