Advertisement

10 de maio de 2016

Maranhão recua e revoga decisão de anular impeachment

Sem apresentar justificativas, o presidente em exercício da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), soltou um comunicado na madrugada desta terça-feira revogando sua decisão para tentar anular a sessão da Câmara que aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff: "Revogo a decisão por mim proferida em 9 de maio de 2016, por meio da qual foram anuladas as sessões do plenário da Câmara dos Deputados ocorridas nos dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre denúncia por crime de responsabilidade número 1 de 2015", diz o texto; após alegar que seu objetivo era "salvar a democracia", Maranhão foi ameaçado de expulsão pelo seu partido e teve sua decisão ignorada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), que manteve a sessão do plenário desta quarta-feira. Na madrugada desta terça-feira, o presidente em exercício da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu revogar a decisão que proferiu pela manhã para tentar anular a sessão da Câmara que aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.A Secretaria Geral da Mesa da Câmara recebeu a decisão da revogação por volta de 00h20. Em quatro linhas, o comunicado foi enviado ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
"Revogo a decisão por mim proferida em 9 de maio de 2016, por meio da qual foram anuladas as sessões do plenário da Câmara dos Deputados ocorridas nos dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre denúncia por crime de responsabilidade número 1 de 2015", diz o texto de sua decisão.

Durante o dia, Renan ignorou a ação de Maranhão, que considerou "intempestiva" –, e manteve a leitura do resumo do relatório e a sessão do plenário desta quarta-feira.

Ao justificar a decisão de tentar anular a sessão da Câmara, Maranhão disse que o objetivo era "salvar a democracia". Depois, foi ameaçado de expulsão pelo seu partido.
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário