Advertisement

11 de maio de 2016

Vereador Neto segue em liberdade e cabe recurso da condenação

A Justiça Eleitoral condenou o vereador Neto a cinco anos de prisão. Ele é suspeito de transportar eleitores para fazer o recadastramento biométrico no município quando ainda era candidato ao cargo. Para o juiz Brasílio Guerra, a prática é considerada irregular. Em entrevista à TV Asa Branca, por telefone, o parlamentar disse que não iria se pronunciar sobre o assunto porque não havia sido notificado oficialmente. A denúncia do susposto transporte dos eleitores foi feita em 2012 ao Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) e, em seguida, encaminhada à Justiça. O juiz afirmou que o vereador segue em liberdade e que cabe recurso à decisão. O parlamentar está afastado da Câmara de Vereadores por conta da Operação Ponto Final II.

Com informações do G1
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário