Advertisement

7 de junho de 2016

Blog Do Magno: Números que não batem

Em pesquisa do Opinião, de Campina Grande, postada abaixo, Toritama, a chamada capital do jeans, apresenta um quadro completamente indefinido em torno da sucessão municipal, diferentemente de um levantamento, feito por um outro instituto, publicado num jornal do Estado, na semana passada, apontando uma frente de 28 pontos para a pré-candidata do PSDB, Lucinha Pereira, atual vice-prefeita, rompida com o prefeito Odon Ferreira (PSB). Pela pesquisa do Instituto Opinião, a tucana, na verdade, lidera, mas sua vantagem em relação ao segundo colocado, o pré-candidato do PMDB, Edilson Tavares, é de apenas nove pontos – 33% a 24%. E para embolar o quadro o prefeito vem logo em seguida, com 22,6%. Como a eleição ainda será realizada daqui a quatro meses, este quadro poderá sofrer muitas alterações, levando-se em conta também que a margem de erro da pesquisa é de cinco pontos, para mais ou para menos.

Uma diferença de nove para 28 pontos, convenhamos, é um disparate, principalmente porque Lucinha, segundo aponta o instituto Opinião, também é a segunda mais rejeitada. Rompida com o prefeito, o mais rejeitado, a tucana também se aliou a um político extremamente desgastado no município: o ex-prefeito Flávio Lima (PSD), que deixou uma emissora local escoltado por causa dos desmanados da sua gestão.

A pesquisa do instituto Opinião traz, também, um quadro bastante adverso para o prefeito Odon Ferreira. Filiado ao PSB, sua gestão é desaprovada por 57% dos entrevistados, enquanto apenas 31% aprovam. Com tamanha rejeição, dificilmente o prefeito terá sobrevida na campanha, o que pode levar Toritama a ter uma eleição polarizada entre Lucinha Pereira e Edilson Tavares.
Do blog Magno Martins 
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário