Advertisement

7 de junho de 2016

Deu no Blog do Magno Frente de tucana em Toritama é de apenas 9 pontos

A pré-candidata do PSDB à prefeita de Toritama, Lucinha Pereira, lidera a primeira pesquisa de intenção de voto do Instituto Opinião, com 33,1%, mas Edilson Tavares, que disputa pelo PMDB, aparece em segundo, com 24%, separado apenas por nove pontos percentuais, enquanto o prefeito Odon Ferreira, do PSB, em terceiro lugar, tem 22,6%, embolando ainda mais o quadro da sua própria sucessão. Brancos e nulos somam 9,1% e 11,2% não responderam ou disseram que não sabiam responder. Na espontânea, modelo pelo qual o eleitor é obrigado a lembrar do nome do candidato sem o auxílio da cartela com todos os nomes, Lucinha também está na frente com 24%, o segundo é o prefeito Odon com 17,4% e o terceiro Edilson Tavares, com 13,4%. Neste cenário, indecisos sobem para 36,9% e brancos e nulos chegam a 7,4%. O levantamento foi feito entre os dias 27 e 28 de maio, sendo aplicados 350 questionários. 

Os eleitores pesquisados estão distribuídos nas localidades de Antão, Areial, Arlindo, Campo Alegre, Canaã, Centro, COHAB, Deus é Fiel, Duque de Caxias, Independente, Izídio Tavares, Mangas, Novo Coqueiral, Pedra Torre, Planalto, Santa Maria, São João, Serra do Costa e Valentim. A margem de erro é de 5,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. 

A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares por uma equipe de entrevistadores, devidamente treinada para abordagem desse tipo de público. 

O registro no Tribunal Regional Eleitoral é o de número 09250/2016. No quesito rejeição, quem lidera é o prefeito Odon Ferreira. Dos entrevistados, 41,1% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Em segundo lugar aparece Lucinha Pereira, com 17,1% e por último Edilson Tavares, com 15,7%. O prefeito chega a ter mais de 50% de rejeição entre os que têm renda familiar de um salário mínimo, enquanto Lucinha tem 40% de rejeição entre os que ganham entre três e cinco salários. O maior índice de Edilson é de 25%, entre os eleitores na faixa etária de 45 a 59 anos.

Os maiores percentuais de intenção de voto da tucana estão situados entre os eleitores com renda familiar até um salário (38,3%), entre os eleitores com grau de instrução até a 5ª série (37,7%) e entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (35,4%). Por sexo, 35,9% dos seus eleitores preferidos são homens e 30,6%, mulheres.

Edilson Tavares tem suas melhores taxas de intenção de voto entre os eleitores com renda familiar entre três e cinco salários (31,4%), entre os eleitores com grau de instrução da 6ª a 9ª série (31,1%) e entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (29,3%). 

Por sexo, existe um equilíbrio entre os seus eleitores: 24,7% são masculinos e 23,3% femininos.
Já o prefeito, candidato à reeleição, tem suas maiores taxas de intenção de voto entre os eleitores  com renda familiar entre três e cinco salários (40%), entre os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (45,7%) e entre os eleitores com grau de instrução até a 5ª série (25,3%). Por sexo, 23,9% dos seus eleitores são femininos e 21,2% masculinos.

Odon Ferreira, segundo o mesmo levantamento, perderia, hoje, a eleição para ambos os candidatos de oposição. Num confronto direto com Lucinha, a tucana teria 50% contra 27,4%. Já num enfrentamento com Edilson Tavares, o candidato do PMDB venceria por 44,6% contra 31,1% do prefeito.

Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário