16 de abril de 2017

postheadericon Identificação pessoal: Vem ai o documento único de identificação – DIN

Em breve, os brasileiros deverão passar a ter que portar uma nova identidade, trata-se de um único documento de identidade pessoal. O Congresso Nacional está finalizando a aprovação da lei que cria o Documento de Identificação Nacional (DIN). Embora traga as informações e dados biométricos e civis, como o RG, CPF, Carteira de Habilitação e Título de Eleitor, a nova identidade não eliminará a necessidade de o cidadão ter que se registrar em cada um dos órgãos que emitem tais documentos.

Desde a época da Ditadura Militar, os governos estudam a criação de um documento único de identificação que reúna dados do RG, do CPF e do Título de Eleitor. Na época, o então MDB foi contra, por considerar que o documento único facilitaria à mão pesada do Estado em vigiar o cidadão. Curiosamente, foi um dos grandes nomes do PMDB, o ex-senador gaúcho Pedro Simon, quem, em 1997, propôs uma lei que instituía o número único de Registro de Identidade Civil (RIC).

O novo documento único, com o avanço da informática, terá capacidade de agregar mais informações do que as idealizadas na época da ditadura militar. A atual proposta de documento único traz um chip onde todas as informações do cidadão brasileiros estarão alí inseridas. Dados biométricos – peso, altura, cor da pele – e civis, como a carteira de identidade, o RG; o CPF, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o Título de Eleitor, serão concentrados nesse único documento. O DIN foi proposto pelo governo federal em 2015. Já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal. Falta agora apenas a sanção presidencial.

Burocracia

Mas a burocracia não acaba com a criação do DIN. Na prática, o DIN não substitui os demais documentos, mas sim, agrega em uma só identificação os dados de todos eles. Mais ou menos como acontece hoje com a carteira de habilitação, na qual o titular pode inserir seu CPF e RG. Desta forma, o cidadão terá que continuar a obter seu CPF junto a Receita Federal, seu titulo de eleitorm na Justiça Eleitoral, e seu RG na autoridade policial. De acordo com o projeto, o DIN dispensará a apresentação dos documentos que lhe deram origem ou nele mencionados e será emitido pela Justiça Eleitoral, ou por delegação do TSE a outros órgãos, que garantirá o acesso à União, aos estados, ao Distrito Federal, aos municípios e ao Poder Legislativo.

Nova identidade

A nova identidade, que será impressa pela Casa da Moeda em formato de cartão plástico, será usada como base para a identificação do cidadão. Além da foto e do impressão digital ela terá vários controles eletrônicos, assemelhando-se a identidades utilizadas na Europa.

Já as carteiras de identidades emitidas pelas entidades de classe somente serão válidas se atenderem aos requisitos de biometria e de fotografia conforme o padrão utilizado no DIN. Assim entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil, a Federação Nacional dos Jornalistas e outros Conselhos Federais, que têm autorização legal para emitir identidades profissionais, terão que se adaptar à nova lei e ao novo formato da identidade.

Essa nova cédula será gratuita, ou, a exemplo da carteira de habilitação e do passaporte, será cobrada uma taxa de expedição?
A partir de que idade será possível obter esse novo documento. A Receita Federal passou a exigir CPF de crianças com doze anos e a informação de que essa idade será rebaixada para oito no próximo ano.
Crianças poderão ser portadores do DIN? E em se tirando uma identidade tão jovem, ela terá validade?
Existirá uma validade para essa nova identidade? Qual será ela?
Atualmente, não existe uma validade definida em lei, mas os países sul-americanos com quem o Brasil tem acordo de dispensa de apresentação de passaportes exigem que a identidade não tenham mais de dez anos de expedição. Orientados pela Federação Brasileira de Bancos – Febraban tem orientado as instituições financeiras a exigir identidades atualizadas para evitar fraudes. Em 2011, a presidente Dilma Roussef vetou integralmente um projeto que fixava a obrigação de renovar a identidade a cada dez anos.

0 comentários:

VER MAVA

VER MAVA

Berg Etiquetas

Berg Etiquetas

NG Tecidos

NG Tecidos

GPS - Administradora

GPS - Administradora

Cheiro e Chame Acessórios

Cheiro e Chame Acessórios

Ricardo

Ricardo


DISQUE 3719 4545

DISQUE 3719 4545
Para qualquer Informação

C & E F: 9319 6440

C & E F: 9319 6440
Fone 9716:8881

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Promoção Grátis

Insira seu Email Gratuitamente

Receba Nossas Novidades Via Email

Colaborador

Colaborador

Romero Leal

Romero Leal

Ligue 3741 1602

Ligue 3741 1602

Vereadora Rossana

Vereadora Rossana

Radio Toritama FM 104.9

Colaborador

Colaborador

Postagens populares

Seguidores

Atualizados