Advertisement

10 de maio de 2017

Discussão sobre criação do Bope em Pernambuco é adiada

A discussão sobre o projeto que dá origem ao Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na estrutura da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) será adiada. Por acordo das bancadas, a proposta foi retirada da pauta da reunião da Comissão de Justiça e só voltará a ser apreciada na próxima terça-feira (16). A previsão é que representantes da Secretaria de Defesa Social (SDS) participem do debate.A matéria prevê que a atual Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe) será transformada no Bope, com a expansão do efetivo e gratificações que vão de R$ 2.525 até R$ 3.620. Além disso, a proposição cria, um benefício para militares de operações policiais estratégicas, com valor de R$ 800. Para viabilizar o custo dessas modificações, está prevista uma redução nos valores destinados ao Programa Jornada Extra de Segurança (PJES).O adiamento foi sugerido pelo líder do Governo e relator do texto na Comissão de Justiça, deputado Isaltino Nascimento (PSB). "Conversamos com a Oposição e por isso pedimos que a matéria seja votada na próxima semana", explicou. Segundo Nascimento, membros do Governo também farão parte da discussão sobre o projeto.Na semana passada, os parlamentares contrários à medida demonstraram receio de que essas alterações provocassem ainda mais tensão na relação do Governo com os policiais militares. Os deputados governistas, no entanto, afirmaram que o projeto representa uma valorização dos agentes de segurança pública.

Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário