Advertisement

2 de setembro de 2018

Operação remove mais de 3 TONELADAS de fios de telefonia irregulares em postes.

Aproximadamente de 3,5 toneladas de fios de telefonia instalados irregularmente foram removidos dos postes da Avenida Agamenon Magalhães, em Caruaru. Em 15 dias de operação, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) percorreu 5,4 quilômetros de um dos principais corredores viários da cidade, fiscalizando 90 postes. Por conta das irregularidades, sete provedores de internet clandestinos foram removidos e outros cinco, em situação irregular com a companhia, foram notificados para adequação no projeto de utilização dos postes da concessionária. No total, 24 empresas da região foram prejudicadas pela instalação irregular de fios por parte dos provedores de internet. Em função da retirada de fios, a Celpe orienta os usuários que eventualmente tenham os serviços de internet e TV a cabo interrompidos a procurarem seus provedores para obter esclarecimentos.  “As ações preventivas de ordenamento visam o cumprimento dos padrões técnicos exigidos pela Celpe aos provedores de internet, o que impacta diretamente na redução da poluição visual e garante que as normas de segurança estão sendo cumpridas. Trabalhamos com tolerância zero às instalações irregulares, e estamos intensificando as atividades de combate ao desvio de padrão na instalação de cabos de internet em nossos postes”, comenta Evandro Simões, gerente Operacional da Celpe.
Realizada na Região Metropolitana do Recife, a ação de ordenamento de fios de telefonia desenvolvida pela Celpe abrange também cidades do Agreste e Sertão do Estado. Anualmente, a Celpe direciona cerca de R$ 2 milhões para as operações de ordenamento de fiação instalada irregularmente por operadoras de telefonia e telecomunicações. A concessionária pernambucana vem realizando, desde 2015, uma ação pioneira no País para o reordenamento, com foco no cumprimento dos requisitos de segurança. Em 2017, equipes da companhia removeram mais de 15 toneladas de fios instalados irregularmente ou de forma clandestina em postes da concessionária. Neste ano, a empresa já recolheu mais de sete toneladas de fios irregulares.
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário