Advertisement

20 de março de 2019

Polícia investiga morte por engasgo de bebê alimentada com farinha


A Polícia Civil de Pernambuco abriu inquérito para apurar eventuais responsabilidades na morte de uma bebê de apenas dois meses em Toritama, no Agreste do estado. A menina faleceu na sexta-feira (15) no Hospital Nossa Senhora de Fátima depois de dar entrada em estado grave com um quadro de engasgo. No prontuário, consta que a vítima sofreu uma parada cardíaca provocada por asfixia. Durante o atendimento, os médicos tentaram realizar manobras de ressuscitação, sem sucesso.De acordo com testemunhas, a criança se sufocou ao ser alimentada pela mãe com uma mistura de farinha de mandioca e água. A família, extremamente humilde, mora em um sítio no distrito de Lages, em Caruaru, e não teria condições de comprar leite para a criança.Informações prestadas à unidade de saúde deram conta de que mãe da menina pediu ajuda a vizinhos para socorrê-la ao perceber que ela respirava com dificuldades. O costume de dar farinha molhada a bebês é bastante frequente entre famílias pobres do interior. O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal de Caruaru, onde foi necropsiado.

Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário