Advertisement

16 de março de 2020

Servidores, lideranças políticas e comunitárias e um bom número de cidadãos e moradores de Vertentes


Servidores, lideranças políticas e comunitárias e um bom número de cidadãos e moradores de Vertentes realizaram na tarde deste sábado (14/03) com um protesto em frente ao Hospital e Maternidade de Vertentes, com o objetivo de sensibilizar as autoridades e entidades governamentais de saúde a reabrir as portas do hospital. Principalmente nesse momento em que o país tem sofrido com essa pandemia de Corona Vírus e a cidade que já não tá tendo condições de atender as demandas da saúde, necessita urgentemente da volta dos serviços do Hospital Memorial Dr Jaime Santana. Os presentes cobraram a reabertura do Hospital fechado após a quebra da parceria entre a Secretaria de Saúde de Vertentes e o Hospital e Maternidade de Vertentes desde janeiro.

“Foi muito importante a presença de todos, os depoimento da população vertentense para que o governo e as entidades entendam que é preciso repensar sobre tudo e que as denúncias sejam apuradas, mas que o hospital seja reaberto e volte a cuidar das pessoas. O povo não pode ser penalizado por erros dos outros, o hospital tem a sua história e importância e deve permanecer com as suas atividades Independente de qualquer situação. Eu defendo que ele seja reaberto e que se amplie a saúde pública pra o bem do povo”, afirmou o Vereador Kleiton Vieira.

Estiveram presentes ao ato em defesa da reabertura do hospital, os vereadores Kleiton Vieira, Marcondes Costa, Pedro Panela, além de lideranças políticas e comunitárias, como Zenaildo, Dr. Paulo Lima, Igor Miranda, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Dimas França, entre outros sindicalistas, as professoras Josefa Melo, Nem Cavalcanti e Salomé, George Costa, os radialistas, Wendell Galdino, Lucas Andrade, Zé Milton, Geo Caldas e família, a própria Dra. Niedja Santana e seu filho Bruno Rushanski, entre outros. Alguns até fizeram duras críticas ao atual gestor e nas decisões tomadas por ele e pela justiça, mas no geral todos buscaram o mesmo objetivo, a abertura do hospital, principalmente agora em que a saúde pública precisa de reforço pra cuidar no atendimento ao público e ainda agora com a chegada do Corona Vírus em nosso estado.

Por fim o resultado do ato foi bastante proveitoso e deixou de certa forma a população com esperança da volta do funcionamento do hospital. No final todos os presentes deram-se as mãos e encerraram o ato rezando o 'Pai Nosso'.
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário